BACUPARI (Garcinia gardneriana)

 

Informações gerais sobre a espécie


É uma planta conhecida popularmente como bacupari ou bacoparé. Espécie nativa do Brasil, ocorre tanto na Floresta Amazônica quanto na Mata Atlântica e, eventualmente, é cultivada para apreciação da beleza da árvore e da utilização dos frutos, que têm sabor muito apreciado para o consumo in natura. Pertence ao mesmo gênero (Garcinia) do mangostão, mangostão-amarelo ou falso-mangostão. A família Clusiaceae, à qual a planta faz parte, inclui outras espécies como, por exemplo o guanandi.

 

 

Nome científico: Garcinia gardneriana 


Família: Clusiaceae (Guttiferae)


Outros nomes populares: bacoparé, bacopari, bacuri-miúdo, mangostão-amarelo, cupari, abiu-do-mato.


Ocorrência Natural

Planta nativa dos biomas Mata Atlântica a Amazônia. 


Utilidade

 Pode ser usado para produzir um tipo de vinagre, para fazer sucos e sorvetes. Pode ser consumida ao natural. A composição de 100 g de polpa é a seguinte: calorias – 46, proteínas – 0,6 g, lipídios – 0,1 g. A casca tem tanino e por isso é utilizada para curtir couro e, na medicina popular, usada no combate do câncer, como anti-inflamatória, cicatrizante e tônica. Pode ser indicada para a arborização urbana e rural, como cercas-vivas baixas podadas ou mantidas altas, sem podas e para o plantio destinado à recuperação de áreas degradadas por atrair a fauna em geral.