FRUTAS NATIVAS DA MATA ATLÂNTICA

A Mata Atlântica originalmente cobria uma área superior a 1,3 milhão km², distribuída ao longo de 17 estados brasileiros que iam desde o Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul.

Infelizmente a área coberta por esta floresta riquíssima em biodiversidade se resumen hoje a aproximadamente 7% da área original.

Existem diversas espécies de frutas originárias da Mata Atlântica, em sua maioria saborosas e pouco conhecidas pelos consumidores brasileiros.

A Futuro Florestal iniciou um trabalho de resgate dessas frutas que podem ser plantadas em quintais, restauração de florestas em áreas rurais ou até mesmo platadas comercialmente para suprir o mercado consumidor, como feiras livres, mercados, restaurantes, como também fábricas de polpas, sucos, yogurtes e geléias.

Muitas delas são consideradas superfrutas. São frutas ricas em antioxidantes e têm alta eficiência anti-inflamatória no organismo - comparável à de estrelas do mercado de alimentos saudáveis, como o açaí e as frutas vermelhas tradicionais (morango, mirtilo, amora e framboesa).

Dentre essas frutas temos o araçá-piranga e a grumixama, que estão entre as 5 espécies que estão sendo estudas na Unicamp para aproveitar o máximo de seu poder como um superalimento, também chamadas de alimentos funcionais.

A Futuro Florestal integra um projeto bem interessante que visa viabilizar sistemas agroflorestais com as frutas nativas da Mata Atlântica nos seus diversos formatos de plantio, nessa estação chuvosa (2020) teremos mudas de Araçá-Piranga, Araçá-Vermelho, Grumixama e Goiaba Laranja.

Outras frutas nativas de excelente potencial são a cereja do rio grande, gabiroba, cambuci, uvaia, pitanga, jabuticaba, bacupari e mais uma dezena de frutas interessantes para plantios de restauração ecológica ou comercial.

Para saber mais entre em contato com nosso time e verifique as mudas que temos para pronta entrega e aquelas que podemos fazer sob encomenda para o seu projeto florestal ou agroflorestal.