VALE A PENA INVESTIR EM FLORESTAS?

VALE A PENA INVESTIR EM FLORESTAS?

Existem diversos motivos para plantarmos árvores e investirmos em florestas. Estamos falando em benefícios ambientais, melhoria da qualidade de vida e ganhos econômicos.

As árvores trazem benefícios ao planeta, gerando melhor qualidade do ar, conservando o solo e melhorando o clima local para a fauna e para nós, seres humanos.

O investimento florestal visa não somente melhorar o meio ambiente, mas também gerar renda e riquezas para o produtor rural ou investidor florestal, seja falando em produtos madeireiros como não madeireiros, como produção de resinas, látex, óleos essenciais, fármacos, tanino, frutas, amêndoas, entre muitos outros produtos.

Antes de realizar um investimento florestal rentável é importante realizar um bom planejamento de seu projeto, começando pela Análise de Aptidão de sua área, que ajudará a escolher as espécies mais adequadas a sua região, principalmente nos quesitos de qualidade de solo, índice pluviométrico anual, topografia, estrutura local, mercado regional, entre outros fatores, o que vai ajudar a efetuar todas as etapas com qualidade desde a definição das premissas do empreendimento, primordial para Elaboração do Plano de Negócios e o Projeto Técnico Florestal do empreendimento, que trará o Plano de Manejo completo, englobando desde o preparo do solo, plantio, manutenção florestal e colheitas.

Atualmente o retorno de um investimento em projetos florestais ou agroflorestais pode variar entre 11 e 27% ao ano em termos reais, e ainda melhora muito quando consideramos o baixo risco perante investimentos do mercado financeiro tradicional que oferece taxas de risco superiores.

Essa rentabilidade é considerada excelente, mesmo com os juros altos praticados em nosso país. Como exemplo, um investimento de baixo risco muito utilizado como o Tesouro Direto, ofereceria 7% de rendimentos acima da inflação.
Se o produtor rural ou investidor estiver com o foco voltado em um investimento previdenciário, ou seja, em uma aposentadoria atrelada ao seu investimento florestal, a alternativa supera a grande maioria dos investimentos tradicionais, ou seja, maior que 10% ao ano, isso considerando um ciclo de rotação de 15 a 30 anos.

Por outro lado, se o foco esteja mais direcionado no retorno do investimento (payback) em prazo mais curto, ele pode optar por um sistema integrando floresta com agricultura e/ou pecuária, tais modelos são chamados de agrosilvipastoril ou agrosilvicultura, modelos que exigirão maior intensidade de mão de obra e investimento inicial.

Seja qual for o modelo escolhido, investir em um Projeto Florestal ou Agroflorestal é uma das melhores alternativas de fazer o seu dinheiro trabalhar por você de uma forma sustentável, deixando ao mesmo tempo um legado para as próximas gerações, seja nas contribuições com o clima ou do meio ambiente onde ele será inserido.

Caso tenha o interesse em iniciar o seu projeto florestal ou agroflorestal em 2019 fale com a equipe da Futuro Florestal e veja como podemos ajuda-lo a preparar o seu investimento e garantir um FUTURO FLORESTAL mais sólido e promissor.

Saudações florestais!